Sara Tavares :: Balancê


E ao terceiro álbum Sara Tavares assume-se definitivamente como uma das cantoras e compositoras que mais importa ouvir na Lisboa mulata do século XXI. Fazendo parte de uma segunda geração de africanos que agora se começa a afirmar no panorama musical português e internacional, Sara Tavares atingiu em “Balancê” um grau de sofisticação da sua arte que a transforma numa das mais distintas representantes da miscigenação musical, tal como é praticada em Lisboa.

Afastando-se conscientemente da tradição que alimenta o grande caldeirão da música étnica ou de raíz, “Balancê” investe decididamente na pesquisa de uma sonoridade muito própria que Sara Tavares foi construindo ao longo de uma carreira com mais de uma década. O novo álbum, terceiro da sua discografia, funciona como um retrato – por vezes, um retrato sonhado – de uma cantora e compositora que residindo em Lisboa não esquece as suas origens cabo-verdianas ou as paisagens emocionais que percorreu durante as inúmeras viagens que tem levado a cabo um pouco por todo o mundo.

Ao longo do seu percurso, Sara Tavares foi procurando, e aprofundando, o seu próprio lugar na música, de maneira que não se encontra melhor definição para o seu talento do que estas treze canções que fazem parte do alinhamento de “Balancê”. Não deixa de ser curioso como este processo a conduziu a uma cada vez maior depuração das suas canções, decisiva e decididamente marcadas pela forma gingada e doce como toca guitarra e canta. A sua busca da pureza e da perfeição chegou, finalmente, a um patamar que é capaz de a transformar numa cantora e compositora onde converge o melhor da tradição musical africana, mas agora lançada aos quatro ventos.

Dia 10 de Março :: Sara Tavares :: Balancê
Grande Auditório
Inicio 21.30h
Preço único 10 €

1 comments:

Joana disse...

Boa onda! Tudo na Paz! E o público tb esteve à altura...