10 SET. QUI. 22H
Mal Passado - Imperfecthus ao vivo
Stand-Up Comedy | GA | 10€ | M/16 anos


Neste espetáculo de stand-up comedy, os Imperfecthus desafiam a vida para um combate frente a frente, onde partilham os seus conflitos, os seus vícios e o que lhes vai na mente.
As personagens também se destacam em épicas batalhas de rimas.
Cabe ao público decidir quais são as péssimas e as obras-primas.


25 SET. SEX. 21.30H
Sonatas para piano de Beethoven, por Tiago Mileu
Música Clássica | PA | 5€ | M/6 anos


As 32 sonatas para piano, escritas ao longo da vida, acompanham todo o percurso criativo de Beethoven - as lutas, anseios, confidências, afectos, esperanças - buscando e descobrindo, incessantemente, novos caminhos. Juntas, formam um monumental ciclo, basilar na história do piano e da música.
O pianista Tiago Mileu irá, ao longo do ano de 2020 e 2021, interpretar no CAE integralmente as 32 sonatas para piano do grande compositor alemão.
A alma criadora de Beethoven exigia mais do que era possível obter nos instrumentos contemporâneos, na sua obra escrita eram lançadas sementes que germinavam com a evolução da própria construção do piano - crescendo em pujança, âmbito e potencialidades.
Que o impacto dos martelos - regidos pelas teclas - sobre as cordas do piano faça vibrar também os nossos corpos, que a obra de Beethoven se perpetue no nosso espírito, clamando "Liberdade, Igualdade, Fraternidade! " em música.

RECITAL I

Sonata n°1 em Fá menor, Op.2 n°1 (1793-5)
Allegro / Adagio / Menuetto: Allegretto / Prestissimo

Sonata n°2 em Lá Maior, Op.2 n°2 (1795)
Allegro vivace / Largo appassionato / Scherzo: Allegretto / Rondo: Grazioso

O MANIPULADOR
LITTLE ORANGE
META
ACID ACID
ONE MAN RIFF

9 e 10 OUT. SEX. e SÁB. 21.30H
10º Festival One Man Band
Blues / Rock | PA | 3€ | M/12 anos


Este ano, o festival One Man Band celebra a 10ª edição e, para assinalar esta década de grandes concertos, todo o cartaz é inteiramente dedicado a projetos portugueses. Quatro one man bands (e duas one woman bands), alguns já com um trajecto longo e muito particular, que se vão apresentar em Portalegre e na Guarda, para mostrar o que de melhor se faz no nosso país: Acid Acid, Little Orange, Meta, O Manipulador, One Man Riff e Rita Braga.
.

9 de Outubro – 21.30h

O MANIPULADOR
É a one-man-band de Manuel Molarinho, influenciada por bandas de rock alternativo e ética DIY, que encontra inspiração em paisagens industriais abandonadas, nos ritmos e melodias das conversas e na experimentação. A sua originalidade passa pela criação de peças e cancões através somente do uso do baixo, pedais, loop station e voz, dando ao baixo o papel principal de instrumento de percussão, textural e melódica.

META
Meta é Mariana Bragada a explorar a essência da voz. Caracteriza-se como Costureira de melodias - recolhe e coze sons do mundo, que grava nas suas viagens e que ouve no coração, criando uma manta de retalhos sonoros de caminhos imaginários e tradições, que cresce infinitamente. Meta estreou-se com o EP “Mónada”, um disco criado apenas com a voz, loopstation, beatbox e inspiração da natureza e ancestralidade, cantado em português e melodias universais.

ACID ACID
Acid é Tiago Castro, homem há muito ligado à música, do outro lado da galáxia, do lado de quem a comunica. Ao comando de sintetizadores, guitarras e pedais, revela-nos a sua faceta mais experimental e ambiental, sem perder o fascínio pelo psicadelismo ou apontamentos do rock progressivo. Das inevitáveis comparações às experiências pioneiras dos anos 70, do Krautrock, ouvem-se as inspirações de Tangerine Dream, Cluster ou Harmonia, referências aos momentos mais ambientais de Brian Eno ou Pink Floyd, tudo isto filtrado por um mantra psicadélico de identidade muito vincada.

10 de Outubro – 21.30h

RITA BRAGA
Cantora, compositora e multi-instrumentista, Rita Braga deu, ao longo da última década, a volta ao Mundo – apresentou-se em toda a Europa, nos EUA, Brasil, Austrália e Japão – e este ano regressa ao Festival One Man Band, onde encantou o publico presente, na sua 2ª edição, em 2012.

LITTLE ORANGE
A música de Little Orange pode ser definida como um Blues/Gospel experimental, que lhe permite viagens incensáveis, que se estendem do blues do Sul profundo da América, numa igreja Baptista, até ao Capim e ao rock pré-histórico. Little Orange em palco é um verdadeiro blues-man e a sua técnica, combina e mistura o cheiro do Mississippi das cabanas rurais de Clarksdale e das mãos negras que colhiam o Algodão. Blues e Gospel são o sangue que corre desenfreadamente nas veias de Little Orange

ONE MAN RIFF
One Man Riff é o projecto a solo do multi-instrumentista Hugo Ramone, formado em 2011. Em 2012, editou o seu disco de estreia, intitulado “Vol.1”. Após uma pausa, One Man Riff está de regresso e num formato diferente: munido de guitarra ou baixo, bombo, pratos.

17 OUT. SÁB. 21.30H
Mário Laginha e Camané - Aqui está-se sossegado
Fado | GA | 15€ | M/6 anos


Camané e Mário Laginha não são estranhos, já deram vários concertos juntos.
Do excelente entendimento que ambos sentiram nessas colaborações esporádicas, resultou agora o inevitável aprofundamento dessa simbiose: "Aqui está-se sossegado" é um novo projeto, pensado de raiz para dar mais brilho a uma voz e a um piano, que se descobriram cúmplices desde a primeira vez que encheram um palco.
O desenho dos concertos que configuram este projeto, contará com cerca de duas dezenas de temas, saídos do cânone fadista tradicional, do repertório de Camané e incluirá também inéditos compostos por Mário Laginha que, recorde-se, musicou já um poema de Álvaro de Campos, "Ai Margarida", que integra um dos últimos discos de Camané.


30 OUT. SEX. 21.30H
Sonatas para Piano de Beethoven, por Tiago Mileu
Música Clássica | PA | 5€ | M/6 anos


As 32 sonatas para piano, escritas ao longo da vida, acompanham todo o percurso criativo de Beethoven - as lutas, anseios, confidências, afetos, esperanças - buscando e descobrindo, incessantemente, novos caminhos. Juntas, formam um monumental ciclo, basilar na história do piano e da música.
O pianista Tiago Mileu irá, ao longo do ano de 2020 e 2021, interpretar no CAE integralmente as 32 sonatas para piano do grande compositor alemão.
Em 2020, celebram-se os 250 anos do nascimento de Ludwig van Beethoven [1770-1827], figura ímpar na história da música, génio criador que alcançou a imortalidade através da Arte dos sons. Beethoven desafiou regras e preceitos, na Arte e na vida, sempre no sentido de aproximá-las à (sua) essência humana.
  
RECITAL II

Sonata n°3 em Dó Maior, Op.2 n°3 (1795)
Allegro con brio / Adagio / Scherzo: Allegro / Assai allegro

Sonata n°4 em Mi b Maior, Op.7 (1796-7)
Allegro molto e con brio / Largo, con gran espressione / Allegro / Rondo: Poco allegretto e grazioso


14 NOV. SÁB. 
Portalegre em Jazz  
Desidério Lázaro e Luís Candeias – 21.30h
Lokomotiv - 22.30h
Jazz | GA | 7€ | M/6 anos


Os Lokomotiv têm-se destacado pela sua enorme flexibilidade estética, interessados apenas em praticar um jazz que tenha tudo a ver com o nosso tempo. Carlos Barretto, Mário Delgado e José Salgueiro, há muito que vêm revelando um grande leque de interesses musicais, que cobrem tendências como o rock, o jazz, as músicas do mundo e a clássica, situando-se entre os expoentes portugueses de um ecletismo, que é bem a marca deste início de século.

Unknown Road" é um álbum de colaboração entre o saxofonista Desidério Lázaro e Luís Candeias, registo contemplativo que resulta de um concerto gravado ao vivo em fevereiro de 2020, do qual foram retiradas as improvisações que compõem uma narrativa de procura e interação entre os dois músicos.
Durante os espetáculos ao vivo, as manifestações introvertidas são intercaladas com momentos de tensão enérgica, compondo um leque variado de sensações tímbricas e emocionais.

20 NOV. SEX. 21.30H
Rui Sinel de Cordes – O Inicio
Stand-Up Comedy | GA | 16€ | M/12 anos


“O Início É o Fim”, é um espetáculo de stand-up comedy partido em dois, um solo duplo com seis meses de intervalo, com uma digressão no Outono e outra na Primavera de 2021.
“O Início” relata toda a história da Humanidade até 2020, vista pelos olhos de Rui Sinel de Cordes – como ele acha que tudo aconteceu.
Luz e escuridão.
“É o Fim” é a segunda parte do solo duplo de Rui Sinel de Cordes, que partindo de 2020 revela o destino da Humanidade até ao seu final – como ele acha que vai acontecer.
Luz ou escuridão?



21 NOV. SÁB. 21.30H
Ciclo in-ti-mis-ta - Miranda
Indie | PA | 4€ | M/6 anos


Em Miranda, João compõe as músicas, toca todos os instrumentos e faz toda a parte do trabalho de estúdio.
Instrumentos como guitarra, bateria ou piano, combinam com elementos orquestrais e eletrónicos, criando atmosferas épicas, fantasiosas e simultaneamente melancólicas.
Para cantar, João convida pessoas para colaborar consigo, e com elas trabalha a parte de composição das melodias vocais e interpretação. A primeira convidada para o single de lançamento, “Happiness”, foi a ilustradora Liliana Bernardo.
Os temas de Miranda têm tido tempo de antena regularmente, em rádios nacionais como a SBSR (Super Bock Super Rock), Antena 3, Rádio Universidade de Coimbra, entre outras.


26 NOV. QUI. 21.30H
Sonatas para Piano de Beethoven, por Tiago Mileu
Música Clássica | PA | 5€ | M/6 anos


As 32 sonatas para piano, escritas ao longo da vida, acompanham todo o percurso criativo de Beethoven - as lutas, anseios, confidências, afectos, esperanças - buscando e descobrindo, incessantemente, novos caminhos. Juntas, formam um monumental ciclo, basilar na história do piano e da música.  
O pianista Tiago Mileu irá, ao longo do ano de 2020 e 2021, interpretar no CAE integralmente as 32 sonatas para piano do grande compositor alemão.
"Escrevo para o futuro" - na sua vasta obra, Beethoven desenvolveu a linguagem musical, encetou rumos que as gerações posteriores iriam trilhar. Há um "antes" e um "depois" de Beethoven, que testemunha a marca profunda e demonstra a importância do seu legado, suplantando todo o frívolo juízo de que foi alvo.
A reputação enquanto pianista virtuoso rivalizava a de genial compositor: ao piano - instrumento de natureza polifónica e dinâmica - Beethoven encontrava um modo de exprimir-se diretamente.

RECITAL III

Sonata n°5 em Dó menor, Op.10 n°1 (1795-8)
Molto allegro e con brio / Molto adagio / Finale: Prestissimo

Sonata n°6 em Fá Maior, Op.10 n°2 (1797-8)
Allegro / Allegretto / Presto


5 DEZ. SÁB. 21.30H
Sons no silêncio
160.º Aniversário da Sociedade Musical Euterpe
Música Ligeira | GA | 7€, 5€ +12 anos | M/4 anos


Quantos sonhos se perderam? Quantos projetos ficaram por realizar? Quantas vozes se calaram e quantos sons deixámos de ouvir? Quantas emoções deixámos de sentir?
Neste ano atípico, ficámos mais longe de afetos e de muito daquilo que dávamos como garantido, com o silêncio a fazer, mais do que nunca, parte das nossas vidas.
Na celebração do seu 160.º aniversário, a Banda da Sociedade Musical Euterpe inspira-se no “som do silêncio”, que vivemos por largos meses e procura marcar um ponto de viragem, num concerto repleto de grandes obras compostas para bandas filarmónicas.


12 DEZ. SÁB. 21.30H
Volta a Portugal em Revista
Teatro Revista | GA | 12.5€ plateia / 10€ balcão | M/12 anos


“Volta a Portugal em Revista” é uma Revista à Portuguesa, que promete duas horas de humor e de entusiasmo. É um hino à boa disposição, onde se podem esperar gargalhadas soltas, pensamentos alegres e um contágio de bons momentos. É uma revista atual, onde estará presente a crítica social, a sátira, a emoção e o afeto.
À frente de um elenco de luxo, António Calvário e Natalina José regressam aos palcos, onde se evidenciaram como grandes vedetas do teatro de revista e do panorama musical.
António Calvário, eterno rei da rádio, será a atracção musical desta revista. A comemorar 60 anos de uma carreira invejável, atuará ao vivo e mostrará a sua vitalidade como cantor.
Natalina José foi cabeça de cartaz de diversos espectáculos, tendo dado mostras mais do que evidentes do seu enorme talento.


17 DEZ. QUI. 21.30H
Sonatas para piano de Beethoven, por Tiago Mileu
Música Clássica | PA | 5€ | M/6 anos


As 32 sonatas para piano, escritas ao longo da vida, acompanham todo o percurso criativo de Beethoven - as lutas, anseios, confidências, afectos, esperanças - buscando e descobrindo, incessantemente, novos caminhos. Juntas, formam um monumental ciclo, basilar na história do piano e da música.
O pianista Tiago Mileu irá, ao longo do ano de 2020 e 2021, interpretar no CAE integralmente as 32 sonatas para piano do grande compositor alemão.
A alma criadora de Beethoven exigia mais do que era possível obter nos instrumentos contemporâneos, na sua obra escrita eram lançadas sementes que germinavam com a evolução da própria construção do piano - crescendo em pujança, âmbito e potencialidades.
Que o impacto dos martelos - regidos pelas teclas - sobre as cordas do piano faça vibrar também os nossos corpos, que a obra de Beethoven se perpetue no nosso espírito, clamando "Liberdade, Igualdade, Fraternidade! " em música.

RECITAL IV

Sonata n°7 em Ré Maior, Op.10 n°3 (1797-8)
Presto / Largo e mesto / Menuetto: Allegro / Rondo: Allegro

Sonata n°8 em Dó menor, Op.13 (1796-9) "Patética"
Grave - Molto allegro e con brio / Adagio cantabile / Rondo: Allegro


19 DEZ. SÁB. 21.30H
CAEP VOICES - De nós...para vocês
Vocal | GA | 6€ | M/6 anos


De todos "Nós para Vocês", do Palco para a Plateia.
Em dezembro, a união fará a força, e a força que vocês do outro lado nos dão, é a nossa razão de ser e de cantar...
O regresso do CAEP Voices é feito com muita emoção e sentimento, e um agradecimento do tamanho do mundo ao nosso público, e uma sensação única, porque depois de tudo o que passámos...estaremos juntos de novo!
Foram momentos difíceis, que ainda não estão ultrapassados, mas na nossa "casa", com a "nossa" equipa, estamos num porto seguro.
Este espetáculo será, devido às circunstâncias, muito diferente do habitual e por isso, pedimos adiantadamente desculpas, mas agora já não cantamos sós.
Venham pois juntar as vossas vozes às nossas e cantar o espírito da época, de comunhão e amor pelo próximo. Será um medley de canções e de emoções, e pedimos perdão se não estivermos à altura das vossas expetativas, mas o desejo de estarmos juntos, de novo, é maior que a vontade de atingir a perfeição.
Os Beatles, na magnífica música "From Me to You", cantaram sobre a emoção do reencontro, e nós cantamos também: "Se nos chamarem, nós iremos, e cantaremos uma canção, de Nós...para Vocês".